Athletico vence na organização e na letra de Bissoli, mas precisa de mais repertório na Libertadores

Athletico mostra organização tática e encontra o gol decisivo após bela jogada de Nikão e Guilherme Bissoli; vitória sobre o Peñarol deixa o torcedor mais confiante do que preocupado

20
0
swag lifestyle athletico vence penarol com gol de letra de Bissoli
Foto: Matheus Sebenello / MoWA Press

Athletico venceu o Peñarol graças à organização tática, à insistência e à letra de Bissoli. O Furacão sofreu com a marcação, cresceu no final e balançou as redes só aos 30 do segundo tempo. A vitória mostra que o time está no caminho, mas deixa claro: o Athletico precisa criar repertório.

A defesa praticamente não teve trabalho – o Peñarol só partiu para o ataque depois do gol sofrido. Do meio para frente, porém, o Furacão precisa criar mais repertório. Em vários momentos, o Peñarol conseguiu anular Carlos Eduardo, Nikão e companhia sem muito esforço.

O Athletico sofreu com a marcação nesta terça-feira. O Peñarol formava duas linhas de 4 (no esquema 4-4-2), com todos os jogadores atrás do meio-campo, e não dava espaços. O Furacão apostava principalmente nos pontas, com Nikão pela direita e Carlos Eduardo pela esquerda.

Peñarol se fecha no 4-4-2, e Athletico sofre — Foto: Fernando Freire

Além das jogadas pelos lados, o time de Dorival também tentava surpreender o Peñarol com os volantes. Wellington ficava na proteção da zaga, mas Erick e Léo Cittadini apareciam constantemente na frente. Em vários lances, inclusive, eles invadiam a área.

Erick e Léo Cittadini, do Athletico, aparecem várias vezes na área — Foto: Fernando Freire

O Athletico controlou a posse de bola (77% a 23%) e finalizou muito mais (8 a 1) no primeiro tempo. Porém, só levou perigo aos 28. Após a cobrança de escanteio, o zagueiro Thiago Heleno mandou na trave. Um 0 a 0 justo pela (pouca) produção rubro-negra.

– A defesa foi muito bem. O time todo, não só a linha de 4 ali, né? Não deixamos espaços para o Peñarol. Eles tiveram só um chute a gol. Isso mostra a consistência de todo mundo ali marcando e não dando espaços – falou Jandrei ao GloboEsporte.com na saída de campo.

Mesmo sem alterações, o Athletico voltou com uma postura mais ofensiva, ganhou campo e passou a criar lances de perigo. Antes do gol, Kevin Dawson operou dois milagres. Primeiro, em finalização no cantinho de Erick. Depois, em cabeceio à queima-roupa de Bissoli.

O gol saiu após Nikão passar pela marcação e cruzar rasteiro para Bissoli, de letra, mandar para o fundo das redes. O camisa 9 teve duas chances claras – marcou um gol. Precisa melhorar para a sequência da Libertadores, mas mostra que pode ser (muito) útil em 2020.

– A partida foi muito truncada, o time deles veio muito fechado. Acaba que é difícil mesmo para a gente, que joga ali centralizado, ter oportunidade. Quando tem, tem que aproveitar. Foi isso que tentei fazer e fico feliz por ter dado tudo certo – afirmou Bissoli ao GloboEsporte.com.

Athletico tem atuação tranquila na defesa — Foto: EFE/ Hedeson Alves

O próximo desafio do Athletico na Libertadores será contra o Colo-Colo. Essa partida está marcada para a quarta da semana que vem, dia 11, às 19h15, no Estádio Monumental David Arellano, em Santiago.

O Athletico, porém, já volta a campo nesta quarta-feira, às 20h. Com o time de aspirantes, o clube enfrenta o Rio Branco-PR, na Arena da Baixada, pela 10ª rodada do Campeonato Paranaense.

Tabela do Athletico na Libertadores

  • 11/03, quarta, 19h15 – Colo-Colo x Athletico
  • 17/03, terça, 19h15 – Jorge Wilstermann x Athletico
  • 08/04, quarta, 19h15 – Athletico x Colo-Colo
  • 21/04, terça, 21h30 – Athletico x Jorge Wilstermann
  • 05/05, terça, 21h30 – Peñarol x Athletico

Comentários pelo Facebook