É o Hip-Hop conquistando espaço! Orochi está na capa da revista QG Brasil e mesmo assim ainda sofre racismo; Leia a matéria.

Orochi agora é capa da revista GQ e comenta sobre sucesso e episodio racista

95
0

Números do rapper de 21 anos nas redes sociais impressionam.

O rapper Orochi é a estrela da capa da edição de julho/agosto da revista GQ. Aos 21 anos, acumula mais de 3,2 milhões de seguidores no Instagram e acabou de lançar o primeiro álbum: Celebridade – que já bateu 200 milhões de visualizações no YouTube. Na reportagem, ele fala sobre a breve carreira e com o racismo até mesmo quando vai fazer shows.

O sucesso tem ajudado Flávio César Castro (nome de batismo de Orochi) a mudar a vida da família. Ele acabou de colocar um telhado novo na casa da avó. Também decidiu empregar pessoas em sua equipe que “fizeram coisas erradas”, mas que agora percebem que não era o melhor caminho a seguir.

Antes mesmo da fama, Orochi já lotava shows. Aos 15 anos conquistou o título nacional de freestyle (batalha de rima de rap). O mais novo. Agora, mesmo com o sucesso e dinheiro, sofre com o racismo até quando vai fazer shows. Ele conta que quase foi expulso do backstage de um festival por estar sem pulseira, sendo que ele era a atração da noite. Outras pessoas brancas no mesmo espaço estavam sem pulseira e nada sofreram.

Ainda na matéria, Orochi fala sobre seus sonhos. “Depois foi fazer o Orochi conseguir se estruturar e estruturar a própria família. Após a epidemia eu tenho mais um sonho: fazer a Mainstreet dar certo. É o nome de uma futura gravadora, produtora, onde estamos trabalhando a carreira de outros artistas. Quero que seja uma banca nova do Hip Hop capaz de alcançar outras sonoridades. Produzir outros artistas é o meu próximo sonho.”

A nova edição da revista QG Brasil chega às bancas no próximo dia 24.

Comentários pelo Facebook