Kanye West diz que vai votar no Donald Trump em 2020

22
0
Kanye West diz que vai votar no Donald Trump em 2020

Esta é a primeira vez que o Kanye West vota, mas ele está a votar no Trump.
Kanye West é a principal matéria da próxima edição de maio de 2020 da revista GQ, onde ele diz em quem vai votar em novembro.

De forma inusitada, o rapper polarizador disse que vai votar em Donald Trump, com quem diz que compartilha a “energia do dragão”.

Além disso, não é chocante que aos 42 anos, ele nunca tenha votado em uma eleição presidencial em sua vida, apesar de repetidas vezes ter apoiado Trump. Na entrevista, ele disse que se candidataria à presidência no ano eleitoral de 2024. “Então olha, eu não vou dizer a ninguém em quem eles devem votar, o que eles devem vestir, onde eles devem morar. Eu estou fazendo o que eu quero”, disse ele à revista.

Aqui estão alguns trechos da entrevista. Deve-se notar que esta parte da conversa ocorreu no início deste ano, muito antes da COVID-19 se apoderar do mundo.

GQ: Então este é um ano de eleições, e estou curioso em saber como a sua fé se encaixa nos seus pensamentos sobre política. Para voltar ao momento em que você colocou o chapéu MAGA, como você vê esse momento de onde estamos agora, sentados neste avião, em janeiro de 2020?

Kanye West: Ambos os meus pais eram lutadores pela liberdade, e costumavam beber de fontes de onde lhes diziam que não podiam beber, e costumavam sentar-se em restaurantes de onde lhes diziam que não podiam comer. Eles não lutaram para que eu fosse mandado por pessoas brancas em qual branco eu posso votar. [risos]

GQ: O que você acha de como esse momento reverberou? Teve o efeito que você pretendia?

Eu não pretendia nada a não ser falar o que pensava e expressar o que sentia. Não tenho outra intenção senão a de ser livre, e não pretendo ser livre, simplesmente sou.

GQ: O que era estranho para mim sobre você usar o chapéu “Make America Great Again” é sobre olhar para trás. Enquanto que, para mim, você é um pensador do futuro, sua visão é futurista.

Eu compro bens imobiliários. É melhor agora do que quando o Obama estava no cargo. Eles não te ensinam na escola a comprar propriedades. Ensinam-te a tornares-te propriedade de alguém.

GQ: Para as eleições futuras, planeia falar mais sobre isso, ou os seus interesses estão noutro lugar?

Não, desta vez vou mesmo votar. E nós sabemos em quem irei votar. E não vou ser influenciado pelas pessoas à minha volta e pelas pessoas que acham que a minha carreira vai acabar. Adivinhem: eu ainda estou aqui! Jesus é rei foi número 1 nas paradas! Falaram que a minha carreira acabaria se eu não estivesse do lado da [Hillary Clinton]. Que tipo de campanha é essa, afinal? É como se a campanha do Obama fosse “Eu estou com os NEGROS”. Para quê ser uma celebridade, se vc não se pode ter uma opinião? Todos tem sua opinião! Taligado?

Comentários pelo Facebook