Thiago Ventura entra no Rap como empresário e Free7ipe é o primeiro contratado

Thiago Ventura quer mudar muitas coisas que ele acredita estarem erradas na cena.

74
0

O comediante Thiago Ventura falou com exclusividade, em um entrevista ao vivo no Instagram do RAP MAIS, que está iniciando uma nova fase ao se aventurar no mundo da música. Através de sua marca VENTS, está no processo de empresariar jovens rappers oriundos de batalhas de rima que estão começando a carreira. O primeiro contratado é Free7ipe, que conta com todo estrutura para realizar seu trabalho e já lançará seu primeiro clipe após assinar com Thago nesta sexta-feira, o nome da faixa será, “É ou Não É”.

“Vocês vão gostar muito, é um trapzão! Ele tem um estilo que curto muito, pois ele é ostentação e putaria. Vai ser uma flowzada na cabeça do povo. Eu comecei a escutar o Free7ipe por causa das batalhas de freestyle, o olhava e via que ele tinha sangue nos olhos. Depois disso escutei a música dele ‘Flex Bi’ e começamos a trocar mais ideia e nos aproximarmos”.

Conta Thiago que também fala do momento que percebeu que poderia investir na carreira do jovem artista que vem da mesma quebrada que ele, Franco da Rocha na Grande São Paulo.

“Eu me peguei pensando que já estava ouvindo trap toda hora e eu gosto do som dele. Quando ele começou a me mostrar todos os sons, comecei a perceber que podia iniciar nesse meio por já ter uma estrutura em relação a força que posso dar para ele. O Free7ipe não só tem talento como precisa dessa força, então já estou muito confiante em apostar nisso”,

revela.

O comediante prometeu mudar muita coisa com seus contratados. Para Thiago, é uma vergonha jovens artistas lançarem suas músicas e ganharem apenas 10% dos lucros. Além disso, Ventura quer mudar o cenário das batalhas de rima, onde muitos artistas não ganham nada para participar e muitas vezes precisam rimar nos ônibus e trens para ganhar algum dinheiro após serem eliminados das batalhas.

tão ligado assim com o rap. Ele só foi se aproximar da cultura quando conversou com um amigo, Lucas Moreira. Depois de aprender mais, percebeu que muitas punchline do rap também são usadas na comédia. O humorista fala como foi bem recebido no mundo do rap.

“Eu nunca achei que fosse ser tão bem recebido pela galera. Faço Stand Up há 11 anos e não sabia que tinha uma aceitação tão grande no rap. Quando percebi que o Emicida me curtia tanto quanto eu o curto, eu fiquei pensas se a outra galera também me assistia. Comecei a mandar mensagem para todo mundo do freestyle e geral falou que me curtia e me chamaram para colar nas batalhas”,

detalha.

Confira a entrevista completa abaixo.

Curta, comenta e compartilhe!

Comentários pelo Facebook